Pular para o conteúdo principal

Nacional será julgado hoje no TJD

Enquanto o Nacional aguarda a divulgação da tabela da segunda fase da Terceirona do Campeonato Mineiro, o que deve acontecer amanhã, o departamento jurídico do Alvinegro terá trabalho esta noite. Isso porque o clube será julgado no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). A partir das 19h, em Belo Horizonte, na sede da Federação Mineira de Futebol (FMF), o TJD julgará o Naça, com base nos artigos 214, 243-F e 191 III do CBJD. 

O artigo 214 (Inclusão na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente) é referente ao atleta Thiago Carvalho, que teria sido escalado de forma irregular no duelo com o Portal, na estreia da competição. 

No entanto, após a FMF comunicar ao clube, o jogador não participou da segunda rodada e o advogado Marcelo Palis conseguiu converter a pena em cestas básicas para a Associação de Garantia ao Atleta Profissional de Belo Horizonte, com prazo de 24 horas, o que foi feito pela diretoria do Alvinegro de JK.
No mesmo processo, o preparador físico Eulo Lúcio Vaz está incurso no artigo 243-F (Ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto). 

No processo de número 287/12, o Alvinegro está incurso no artigo 191, III (Das infrações relativas  de regulamento, geral ou especial, de competição). O advogado Marcelo Palis revelou que estará em Belo Horizonte para acompanhar os julgamentos esta noite.

Quem está em situação semelhante a do Nacional é o União Luziense. O clube, que garantiu vaga na segunda fase da Terceirona e está no grupo do Alvinegro de JK, também está incurso no artigo 214, e será julgado nesta noite, na capital mineira.

Reforços. O técnico Erick Moura não escondeu que o time buscará reforços para a segunda fase da competição. O comandante do Alvinegro vai se reunir hoje com a diretoria para reiterar o desejo de contar com novos jogadores.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - CARNE DOCE

Por: André Montandon e Verônica Furtado
Fundada em Goiânia por Salma Jô e Macloys (Mac) em 2013, o Carne Doce é uma das mais importantes bandas do indie brasileiro. A ótima avaliação do primeiro disco autointitulado, que ocupou várias listas em 2014, foi ampliada em "Princesa", um dos mais elogiados lançamentos brasileiros de 2016.

Com apoio da Natura Musical, a banda formada por Salma Jô (voz), Macloys Aquino e João Victor Santana (guitarra), Anderson Maia (baixo) e Ricardo Machado (bateria). acabam de lançar seu terceiro disco, “Tônus”. E nós teremos a oportunidade de conferir esse novo trabalho, no dia 15 de setembro, no Laboratório 96.

Aproveitamos essa visita para bater um papo com o guitarrista Mac. Confira:

Como começou a ser desenhado o álbum Tônus e como foi o seu processo de produção?
Mac - O disco começou a ser concebido no final de 2017 pela necessidade de sucedermos o "Princesa", que ainda é um disco que caminha, ainda é "descoberto", mas que j…