Pular para o conteúdo principal

FIM DA GREVE NA UFTM

Após assembleia geral dos docentes da Universidade Federal do Triângulo Mineiro -UFTM realizada na ultima quarta-feira, os docentes mantiveram a suspensão da greve a partir da próxima segunda feira dia 17. O reinício das alunas está confirmado para o dia 24 de setembro.

A votação da assembleia ficou assim:


36 votos - suspensão da greve a partir do dia 17.

27 votos - suspensão unificada a partir de resolução do Conselho Nacional da Greve - CNG.


Foto: Reprodução internet

Finalmente acontecerá o retorno das aulas. A greve na UFTM completou nessa quinta-feira 109 dias de paralizações, afetando quase todos os cursos da Universidade.

Esperamos que no próximo ano, a luta e as reivindicações dos professores continuam, mais que os alunos não sejam prejudicados diretamente. Esperamos que com essa mobilização ocorrida o governo federal veja com outros olhos a educação do país, tendo mais sensibilidade e seriedade, o futuro do Brasil tem que ser baseada em uma boa educação.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - CARNE DOCE

Por: André Montandon e Verônica Furtado
Fundada em Goiânia por Salma Jô e Macloys (Mac) em 2013, o Carne Doce é uma das mais importantes bandas do indie brasileiro. A ótima avaliação do primeiro disco autointitulado, que ocupou várias listas em 2014, foi ampliada em "Princesa", um dos mais elogiados lançamentos brasileiros de 2016.

Com apoio da Natura Musical, a banda formada por Salma Jô (voz), Macloys Aquino e João Victor Santana (guitarra), Anderson Maia (baixo) e Ricardo Machado (bateria). acabam de lançar seu terceiro disco, “Tônus”. E nós teremos a oportunidade de conferir esse novo trabalho, no dia 15 de setembro, no Laboratório 96.

Aproveitamos essa visita para bater um papo com o guitarrista Mac. Confira:

Como começou a ser desenhado o álbum Tônus e como foi o seu processo de produção?
Mac - O disco começou a ser concebido no final de 2017 pela necessidade de sucedermos o "Princesa", que ainda é um disco que caminha, ainda é "descoberto", mas que j…