Pular para o conteúdo principal

Ele achou o meu cabelo engraçado, proibido pra mim não hein

Como foi noticiado em diversos veículos de comunicação,  Adolescente de 16 anos, estudante do 2º ano do ensino médio, foi convidada a se retirar do Colégio Cenecista Dr. José Ferreira por ter pintado o cabelo de azul. O fato causou revolta em pais de alunos e estudantes, que interpretaram a situação como preconceito por parte da instituição de ensino. O assunto foi um dos mais comentados nas redes sociais. Além disto, inúmeros e-mails foram enviados à redação do Jornal da Manhã com manifestações de repúdio à atitude da escola e de apoio à estudante.

De acordo com relatos da menor I.J.D., ela e outra colega, que tem o cabelo rapado do lado, foram chamadas no último dia 13 na diretoria do colégio, onde o diretor, professor Danival Roberto Alves, disse que as alunas não enquadravam no regulamento interno do colégio e que tinham até o dia seguinte para adotar as normas ou poderiam se sentir à vontade para se retirar da instituição. 

Foto: JM online
  
Ainda segundo o relato da estudante, ao contar para o pai, ele foi até a escola, quando o diretor afirmou que daria tempo para ela pensar ou conseguir outra escola. Eles entraram em acordo. “Na terça-feira fui à aula e não tive problema. Porém, nesta quarta-feira, quando estava a caminho da sala de aula, ouvi gritos chamando ‘a menina do cabelo azul’. Ao retornar à portaria do colégio, funcionário afirmou que tinha ordem para não me deixar entrar. Ao pedir para falar com professor Danival, fui informada que ele estava em viagem particular, mas que havia deixado esta ordem. Todos os alunos viram isso. Viram-me entrando e tendo que sair da escola. Foi extremamente humilhante. Passei a manhã toda chorando. Afinal, sou adolescente. Escolhi a forma menos radical de me expor, que foi pintando o cabelo. E me humilharam na frente de todos."

O pai da estudante, Guilherme Diamantino, não aceita a posição do diretor, pois ele não cumpriu com o combinado, que era de aguardar que os responsáveis providenciassem outro colégio, caso a filha não decidisse pintar o cabelo novamente. 

Para esta sexta-feira, após o encerramento das aulas no horário matutino, os alunos programam manifestação na porta da escola contra o ato do diretor. A direção do colégio foi procurada para comentar o assunto, mas ao telefone a funcionária afirmou que a escola não vai se pronunciar a respeito.


(Jornal da manhã)



É difícil comentar esse assunto, pois em pleno seculo XXI ainda enfrentamos o PRECONCEITO, que está presente em nossa sociedade. O mais absurdo disso tudo é a atitude de um diretor de um estabelecimento escolar, responsável por transmitir a importância da diversidade, da relação entre diferentes culturas, da vida em harmonia. Qual é a diferença de pintar o cabelo de AZUL ou VERMELHO? isso me torna inferior ou menos competente?

Senhor diretor (prefiro não pronunciar o seu nome) que atitude mais preconceituosa e autoritária, a ditadura já acabou, o modelo de todos serem igual não existe mais, o senhor precisa com todo repeito, rever seus conceitos e tomara que as providências cabíveis sejam tomadas e o senhor responda por todas elas. 

Para o senhor:


O zebunarede é contra qualquer forma de preconceito. Viva a diversidade.

progetovivalaraza.blogspot.com


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CONFIRMADO MAIS UM GRANDE EVENTO ESPORTIVO EM UBERABA

Nossa cidade será palco do Desafio Internacional de Vôlei Feminino entre Brasil e Estados Unidos, no dia 14 (19h) e 16 (20h) de agosto no ginásio Centro Olímpico, na Univerdecidade. A informação foi divulgada pelo presidente da FUNEL, Luiz Alberto Medina, após reunião com os representantes da Confederação Brasileira de Voleibol - CBV e da Federação Mineira de Voleibol.
As partidas será transmitida ao vivo pela Sportv. Os ingressos serão cobrados pela CBV a R$50 a inteira e R$25 a meia-entrada. Segundo o presidente da Funel, está sendo negociada a venda de passaporte com um valor acessível para os interessados em assistir os dois confrontos. A previsão é que os ingressos estejam disponíveis já próxima semana. 
O amistoso fecha o ciclo de preparação das duas seleções para o Mundial do Japão, que acontece em setembro.

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - LUCIANA MELLO

Por: André Montandon e Verônica Furtado

Luciana Mello Rodrigues de Oliveira, tem a música gravada em seu DNA. Começou a cantar aos seis anos, gravando com pai Jair Rodrigues, a canção "O Filho do Seu Menino". No ano seguinte, integrou a última formação da Turma do Balão Mágico, junto com o seu irmão Jair de Oliveira. Em 2000, gravou seu primeiro disco solo "É assim que se Faz". O álbum foi puxado pela faixa-título e o sucesso de Simples Desejo. Com mais de 30 anos de carreira, Luciana transita por vários estilos musicais como samba, MPB, pop e soul music. Em 2017, foi indicado ao Grammy Latino na categoria de Melhor disco de Samba/Pagode com o álbum "Na Luz do Samba".
Nessa sábado, ela desembarca em Uberaba para apresentar no Teatro Sesi Minas, o seu novo show "Comemorando a Bossa Nova", onde interpreta clássicos da época, proporcionando ao público uma imersão nos ‘anos dourados’ da musica brasileira. Mas, sem deixar de lado os seus grandes sucess…