Pular para o conteúdo principal

Interdição da Rua Jaime Bilharinho gera reclamações dos motoristas

Apesar de as obras do projeto Água Viva já terem avançado na avenida Leopoldino de Oliveira em direção ao centro e desobstruído o cruzamento com a rua Jaime Bilharinho, o trânsito nesta via ainda continua interditado na direção Mercês-Fabrício. Alguns motoristas não entendem qual o motivo de o trânsito continuar interditado, mas a assessoria de imprensa da Prefeitura diz que se dá por medida de segurança, uma vez que na avenida Leopoldino de Oliveira, próximo ao cruzamento da Antônio Pedro Naves, a avenida está com tráfego em apenas uma pista.

De acordo com Ari Miguel, que mora no Mercês, há uma grande dificuldade de acessar o bairro Fabrício. 

“Para ter acesso ao outro bairro atualmente preciso virar à direita na rua Episcopal ou então à esquerda para ter acesso à Univerdecidade, pegar a Leopoldino de Oliveira, subir pelo estádio Uberabão e só então chegar ao bairro Fabrício.” Outro trajeto que ainda pode ser feito, segundo Miguel, é pela Episcopal pegar a rua Santo Antônio, avenida Santos Dumont e, no cruzamento com a Leopoldino de Oliveira, subir a rua Treze de Maio.

No entanto, segundo assessoria de imprensa da prefeitura, o ponto interditado na Jaime Bilharinho se dá em função da Leopoldino de Oliveira estar com uma pista dividida em mão dupla devido a obras do programa Água Viva. Por medida de segurança, o local permanecerá impedido para o fluxo de veículos até que o programa no local seja concluído. A necessidade se deu a partir do grande engarrafamento no cruzamento.

Entretanto, as pessoas que têm comércio no local continuam tendo acesso para carga e descarga.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FIQUE LIGADO NA AGENDA CULTURAL

ZEBUNAREDE ENTREVISTA - ERVA MATT

Por: André Montandon

Uma das mais tradicionais bandas de rock independente de Uberaba, iniciou suas atividades em 1996, tendo como influência os grandes nomes do rock dos anos 80, além do fortalecimento da cena nacional.
Após 10 anos de estrada e mesmo com o grande sucesso da musica "Romeu e Julieta", decidiram "dar um tempo" na carreira após algumas frustrações.

Mas o amor pela musica falo mais alto e em 2015 eles voltaram com toda energia, com Fábio Parré na guitarra, Giovanni Dumdum na batera, Rogério Possati no baixo e Well Nandes nos vocais. Lançaram em 2017 o vídeo clipe de "Romeu e Julieta"; Esse ano,  o segundo EP em formato digital com o selo da Tratore e o vídeo clipe da musica "E vem".

Batemos um papo com baixista Rogério Possati que nos contou um pouco mais dessa história e muito mais!! Confiram:

- Do inicio em 1996 pra cá, muita coisa rolou não só com a banda, mas com a cena musical. Conte-nos um pouco da trajetória da banda? 
Rogéri…